Confinamento total só faz piorar danos do Vírus da China

Acessos: 315 confinamento bolsonaro trump coronavirus virus

Trump defende confinamento flexivel com distanciamento social para o combate ao #coronavírus, mas alguns governadores e prefeitos teimam em manter o bloqueio total, exatamente como acontece com Bolsonaro no Brasil. No detalhe o professor Yitzhak Ben-Israel da Universidade de Tel Aviv.

A paralisação total das atividades adotadas por vários países já no início ou no decorrer da pandemia do coronavírus foi uma medida errada, desnecessária, baseada em dados alarmistas, com graves consequências econômicas, principalmente para os mais pobres.

A conclusão é do professor Yitzhak Ben-Israel, da Universidade de Tel Aviv, em estudo apresentado ao presidente dos EUA, Ronald Trump, onde alerta que o confinamento horizontal ou bloqueio total das atividades não faz qualquer diferença no balanço final de infectados e mortes pelo Vírus Chinês.

Segundo matéria do site TownHall, o estudo do cientista israelense deixa claro que a propagação do vírus segue um padrão fixo em todos os países onde ocorreram infecções: o número de infectados atinge seu pico entre a sexta e a oitava semana, quando entra em queda rapidamente, independente de afrouxamentos, confinamentos e quarentenas.

"Segundo os gráficos da nossa pesquisa, todos os países experimentaram padrões de infecção por coronavírus aparentemente idênticos, não importando as medidas de afrouxamento, confinamento flexível ou bloqueio total adotadas pelos governos locais", relatou o pesquisador.

Ele chegou a conclusão que o ciclo de vida do vírus chinês é sempre o mesmo, com liberdade ou quarentena. "Há um declínio no número de infecções a partir da oitava semana, mesmo nos países sem fechamento, e é semelhante aos países com fechamento" , escreveu ele em seu estudo.

O professor só não descobriu ainda porque a propagação do vírus decai após a oitava semana, independentemente das medidas de prevenção. Especula que talvez isto esteja relacionada ao clima, ou ao fato do vírus ter seu próprio ciclo de vida.

O alerta do estudioso israelense leva a crer que as medidas adotadas por alguns governadores dos EUA e do Brasil são inócuas. A paralisação total não faz o menor sentido, exceto provocar o caos econômico, gerar desemprego e empobrecer a população tornando toda a sociedade ainda mais vulnerável às doenças.

Está claro que esta estratégia adotada por prefeitos e governadores é mais "realistas que o rei", um verdadeiro tiro no pé se foi tomada objetivando dividendos políticos. A repercussão negativa nas redes sociais dá a certeza de que ficarão marcados para sempre com o estigma do coronavírus.

Claro que depois que a COISA SE PASSOU fica fácil entender o PASSADO. Difícil mesmo é fazer um político oportunista entender que a sua solução está errada, principalmente quando seu propósito é tirar vantagem política usando, não o seu, mas o dinheiro público.

O estudo do cientista se baseou em dados colhidos nos últimos 50 dias de pandemia, deixando claro que as políticas de fechamento dos países em quarentena podem ser substituídas por políticas de distanciamento social mais moderadas sem qualquer mudança nos resultados da pandemia.

O professor Isaac Ben-Israel é um cientista militar israelense, atualmente presidente da Agência Espacial Israelense e do Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento, sob os auspícios do Ministério da Ciência, Tecnologia e Espaço de Israel.

 

avatar Avelar Livio Santos
Jornalista e consultor de internet
 |   |   |   |   |   | 

 

 

Acessos: 315 confinamento bolsonaro trump coronavirus virus

Topo