Comunistas negam responsabilidade da China com coronavírus 

Acessos: 573 bolsonaro comunista china coronavirus

O médico chinês Li Wenliang descobriu o coronavírus em novembro do ano passado. Após informar a letalidade do vírus ele foi preso pelo governo comunista e morreu infectado pelo próprio vírus em 6 de fevereiro último, no Hospital Central de Wuhan.

Comunistas do mundo inteiro estão eufóricos com a pandemia do coronavírus. Sim, para quem faz beicinho para os 200 milhões de assassinatos cometidos por seus ditadores de estimação nos últimos 100 anos, o que são algumas dezenas de milhares de mortes provocadas pela omissão, intencional ou não, do seu príncipe mais querido do momento, o Partido Comunista Chinês.

Eles contam com serviçais da mídia esquerdista e seu projeto globalista baseado na falsa narrativa de que o vírus foi espalhado por soldados dos EUA. São tão canalhas que não escondem o riso diante da desgraça mundial com alto número de infectados e mortos, enquanto tentam defender seus camaradas chineses de uma necessária responsabilização, utilizando todo tipo de desinformação.

 

 

CONHEÇA a história do ditator vitalício do PARTIDO COMUNISTA CHINÊS, Xi Jinping, o homem por traz do #Coronavirus. Um tipo psicopata que mantém um 1,3 bilhão de chineses vigiados e outros 6 bilhões de pessoas confinadas em suas casas mundo afora. O COMUNISTA que renegou a própria família e passou a idolatrar Mao Tsé-Tung, o assassino do seu pai, seria capaz de criar um vírus mortal para saciar seu ódio contra o Ocidente? A resposta pode estar neste vídeo:

Qualquer um que diga VÍRUS DA CHINA provoca reação nestes comunistas transnacionais.. Coletivistas, eles partem para vitimização alegando discriminação contra o povo chinês que, coitado, também é vítima e nada tem a ver com os desmandos dos seus ditadores comunistas que mataram milhões de ancestrais e o escravizam há décadas.

O coronavírus foi descoberto em novembro do ano passado. O médico que primeiro identificou o vírus comunicou às autoridades da letalidade do mesmo mas foi preso e impossibilitado de divulgar o perigo à população chinesa. Ele mesmo contraiu o vírus e acabou morto num hospital em fevereiro de 2020. O próprio ditador chinês admitiu a existência do vírus no dia 7 de janeiro durante um congresso do Partido Comunista.

O ditador vitalício Xi Jinping passeando com camaradas comunisas para vistoriar o combate ao vírus que já matou cerca de quatro mil pessoas na China.

Reparem o "espírito de porco, o comportamento dos comunistas brasileiros: riem da desgraça dos incautos, nacionais e internacionais, enquanto fingem-se de ofendidos no debate público. Outro dia a comentarista da CNN Gabriela Prioli esboçou um sorriso de felicidade, um sincericídio macabro, ao ouvir o âncora do programa confirmar que os testes de coronavírus general Heleno deram positivo.

A ansiedade dos esquerdopatas para com a pandemia é demoníaca. Veja esta entrevista em que uma jornalista histericamente esquerdista tenta emplacar uma narrativa coitadista no presidente dos EUA, Donald Trump, por este declarar que o coronavírus veio da China, o que ela classifica como preconceito étnico. Mentir, caluniar o adversário é politicamente correto, mas constatar um fato concreto é discriminação contra os companheiros de distopia.

 

 

Sim, Trump usou o termo após diplomatas comunistas do governo chinês afirmarem que o vírus foi plantado na China pelos EUA, numa ação terrorista de soldados americanos. Trump não se abalou com a pergunta insolente da ativista histérica: "O vírus vem da China", ponto.

Voltemos ao nosso confinamento forçado no Brasil. Esta semana o deputado federal Eduardo Bolsonaro declarou o que o mundo todo está careca de saber: o coronavírus é obra da irresponsabilidade do governo comunista chinês. Pronto, foi o que bastou para que um embaixadorzinho comunista arrogante reagisse com paus e pedras contra o deputado mais votado do país e também contra o Governo Federal que, numa democracia, nada tem a ver como o Legislativo.

Clique para ampliar a imagem e ler os tweets do petulante embaixador chinês.

Veja as declarações do embaixador de nome Yang Wanming @WanmingYang no Twitter

Advinha quem foram os apátridas COMUNISTAS BRASILEIROS que ragiram imediatamente em defesa do embaixador abusado. Rodrigo Maia, conhecido como Nhonho das redes sociais e Botafogo na planilha de corruptos da Odebrecht. Comunista bonzinho, ele pediu desculpa ao querido governo da China e ao embaixador folgado pelas palavras irrefletidas do depuado Bolsonaro a fim de fazer média com o Comitê Central e, mais uma vez, tripudiar com o governo Bolsonaro.

Chileno de nascimento, este parlamentar com pedegre comunista não tem voto, foi eleito com 74 mil e voltou à presidência da Câmara com seus amigos do CENTRÃO e ESQUERDÃO. Hoje é execrado por 99,9 de cada 100 brasileiros, mas tem uma sede de poder descomunal. Imagine este criptocomunista realizando o sonho inconfessável de chegar um dia, por um GOLPE DE SORTE, à Presidência da República.

Clique para ampliar a imagem e ler os tweets do criptocomunista apátrida, Rodrigo Nhonho Botafogo Maia.

Outra comunista de carteirinha, a petralha Maria do Rosário, uma parlamentar histérica amargurada pelo ódio mortal ao presidente Jair Bolsonaro e sua família, também passou panho no camarada vermelho. O papo dos comunistas é sempre o mesmo: "Como pode o deputado Eduardo Bolsonaro criticar o poderoso governo chinês, nosso principal parceiro comercial", diz ela, como se sua causa fosse melhorar a economia do Brasil.


A Embaixada do Brasil publicou um nota alegando que a reação do embaixador da China foi desproporcional e que o deputado Eduardo Bolsonaro não faz parte do Governo Brasileiro, o que é incompreensível numa ditadura comunista. 

Estes comunistas brasileiros canalhas fingem preocupação com o comércio exterior ao mesmo tempo em que conspiram no Congresso e na mídia para destruir a economia do país, inviabilizar o governo, impedir investimentos externos e internos e barrar a criação de novos empregos para os trabalhadores que eles mesmos desempregaram nos 16 anos de governo incompetente, relápso e corrupto.

A China é sim responsável pelo surgimento de diversas doenças contagiosas, tais como a SARS, Gripe Aviária, Peste Negra e agora o Coronavírus ou Vírus Chinês.  O foco destas pandemias são as feiras de animais vivos em locais úmidos onde se vende, mata e consome todo o tipo de bicho como cachorros, ratos, morcegos, cobras, insetos, etc.

 

 

Os danos causados por essas doenças são incalculáveis, bem como as mortes  contabilizadas mundo afora. Mas, até agora, ninguém tomou uma atitude mais séria de responsabilização do governo chinês. Está mais que comprovado que o Partido Comunista da China é o responsável pela disseminação desta culinária bizarra como forma de sanar a fome da população após a revolução assassina do comunismo.

Chegou a hora de cobrar a responsabilidade e a indenização por parte governo chinês, deixando claro que o grande culpado por estas pandemias NÃO É O POVO SOFRIDO DA CHINA, mas sim os comunistas e sua ditadura despótica, opressiva e irresponsável para com os direitos e liberdades individuais de sua gente.

 

avatar Avelar Livio Santos
Jornalista e consultor de internet
 |   |   |   |   |   | 

 

 

Acessos: 573 bolsonaro comunista china coronavirus

Topo