Auschwitz faz 75 anos que trocou de carcereiro

 27.01.2020: 12:43 PM      338
Compartilhar é curtir... lembrar... cuidar... gostar...

Em 1952, sete anos após o fim da Segunda Guerra Mundial, os COMUNISTAS atingiram o recorde de 175 GULAGS por todos os países da cortina de ferro, somando um total de 3 milhões de prisioneiros em trabalho forçado.

H

oje, 27 de janeiro, completa 75 anos que o campo de concentração Nazista AUSCHWITZ passou das mãos do Adolf Hitler para as do seu irmão e desafeto ocasional, Josef Stalin. A troca de carcereiro, um mais perverso que o outro, serve até hoje como narrativa para os comunistas de todo mundo que creditam a "libertação Auschwitz" com seus 7,5 prisioneiros que restavam vivos no campo ao queridinho e sanguinário regime soviético.

MENTIRA! Após o fim da guerra os comunistas seguiram construindo mais campos de concentração somando, em 1952, 175 AUSCHWITZ em operação com 3 milhões de prisioneiros em trabalho escravo.  A fake news serve como lenitivo moral para os comunistas que usam estas falácias como isca doutrinária para fisgar incautos que não conhecem e nunca saberão da verdadeira história, pelo menos enquanto eles controlarem as escolas e os meios de comunicação.

Uma piada maldosa, pois o Holocausto de Hitler nada mais foi do que um experimento um pouco mais científico do sistema de controle de desafetos políticos e de "raças inferiores" da URSS, os chamados GULAGS, criados no período Lenin-Stalin. A extrema-impresa esquerdista do Brasil e do mundo aborda a matança nazista cheia de pudor fingido, numa tentativa de camuflar sua cumplicidade com DEMOCÍDIO comunista, muito mais cruel e brutal que o nazista.

 

Clique e veja a estatística ano-a-ano, a partir de 1924, sobre o número de prisioneiro e de campos de concentração comunistas e nazistas, até 1960.

 

Enquanto Hitler matou cerca 20 milhões com seu regime nazista-socialista, a maioria judeus, Lenin e Stalin assassinaram cerca de 60 milhões nos 33 anos iniciais do famigerado comunismo soviético. Talvez até mais, pois a Rússia não fez ainda sua autocrítica, muitas provas foram destruídas e a KGB de Putin continua comandando as coisa no Kremlin.

Dos 60 milhões de cadáveres, 8 milhões são de ucranianos mortos de fome imposta depois que todo o alimento que produziram foi roubado por soldados comunistas e e nviado para a Alemanha em trens para manter bem nutridas as tropas nazistas de Hitler, até então aliadas na invasão da Europa.

Os alemães nazistas não agiram sozinhos na matança de judeus esquerdistas. Stalin e seu mano Hitler invadiram a polônia, dividiram o país, saquearam as riquezas e mataram milhões de poloneses e judeus.

Aí vem os ventríloquos comunistinhas com as mãos sujas de sangue e indignação fingida criticar o nazismo, xingar os adversários de fascistas, exatamente o que são, como se nunca tivessem visto sua própria imagem num espelho. Todo comunista defende a prática da força e do assassinato como instrumento legítimo de conquista e manutenção do poder e seguem matando, cada dia mais, à medida que vão descobrindo a impossibilidade da sua maligna DISTOPIA marxista.

 

Prisioneiros de Auschwitz mortos como bichos em câmaras de gás criadas por cientistas marxistas, destes que vegetam nos laboratórios de universidades produzindo teses e fórmulas de engenharia social para abrir o Caminho da Servidão.

 

FASCISMO, NAZISMO e COMUNISMO são regimes trigêmeos fecundados no óvulo da serpente marxista, uma seita baseada na mentira, na inveja e no resentimento humano. Seus líderes e apoiadores são psicopatas, responsáveis pelo empobrecidmento de um terço da humanidade e 150 milhões de mortes nos últimos 100 anos. E continuam prendendo e matando em Cuba, Venezuela, Nicaragua, Coréia do Norte, Ângola, China, Rússia, Irã e outros ditaduras em gestação na América e Africa.

Anote isto na sua memória: o Comunismo, Socialismo, Social Democracia e outros adjetivos fantasiosos carregam o vírus do mal que aflige a humanidade há pelo menos 300 anos. Ele se manifestou de maneira mais concreta a partir da Revolução Francesa, sem trazer até agora qualquer valor positivo para a humanidade.

A troca de comando de AUSCHWITZ deixou a extrema-imprensa motivada por mais esta oportunidade de reforçar a narrativa mentirosa de que o Holocausto foi uma obra do Nazismo que a URSS ajudou a desmontar. A URSS só entrou na guerra depois que Hitler rompeu o acordo de colaboração com Stalin e invadiu seu território, em 1947.

Uma grande falácia dos ignorantes e amorais festejar a libertação de AUSCHWITZ. Hitler nem sonhava chegar ao poder na Alemanha quando a URSS já tinha construído dezenas de campos de concentração e matado dezenas de milhões de russos desafetos, polacos, judeus e outras raças tidas pelos comunistas até hoje como inferiores. Ou vai negar seu antisemitismo doentiu até hoje, comunista safado.

Foi inspirado no DEMOCÍDIO de LENIN e STALIN que, a partir de 1945, o HITLER resolveu usar a tecnologia dos GULAGS para roubar e exterminar 15 milhões de judeus na Alemanha.

Com o final da guerra em 1950, os campos de extermínio NAZISTAS foram destruídos pelas forças aliadas lideradas pelos EUA. Os prisioneiros foram todos libertados.

E o que aconteceu na URSS? STALIN continuou prendendo, matando e construindo campos de concentração a todo vapor. É preciso lembrar que, até a metade da Segunda Guerra, STALIN era aliado de HITLER, abastecendo o exército nazista com comida, petróleo e até com ataques conjunto à Polônia, por exemplo.

Em 1952, dois anos após o fim da Segunda Guerra Mundial, os COMUNISTAS atingiram o recorde de 175 GULAGS por todos os países da cortina de ferro, somando um total de 3 milhões de prisioneiros em trabalho forçado.

Perto da fúria assassina dos COMUNISTAS de STALIN, os NAZISTAS de HITLER estavam mais para escoteiros. Foram mais de 80 milhões de pessoas assassinadas pelos comuniistas da URSS desde 1917 até hoje.

Com certeza os COMUNISTAS mataram mais judeus que os NAZISTAS, apesar destes serem abominados mais que aqueles nas narrativas mentirosas da mídia engajada.

Acompanhe a movimentação gráfica, ano a ano, do crescimento da máquina mortífera comunista e seus Gulags.

.

 

avatar Avelar Livio Santos
Jornalista e consultor de internet
 |   |   |   |   |   | 

 

 

 27.01.2020: 12:43 PM      338 stalin hitler auschwitz comunismo nazismo

Comentários (0)

Olá, deixe seu comentário...

Topo